Na Mídia


Resgatar a utopia da universidades pública


 

"No início do século 20, na Alemanha, ganhava visibilidade e reconhecimento a sociologia compreensiva de Max Weber, com a qual o autor de A ética protestante e o espírito do capitalismo reservava lugar de destaque às subjetividades e às teias de significados nas quais os homens “se enroscavam”.

Compreender como compreendiam tornou-se uma ferramenta interpretativa fundamental para analisar o lugar das ideias nos contextos em que são afirmadas as diretrizes dos tempos que se projetam como “novos” (o novo) e ganham sínteses pretensiosas como “nova era”, “nova política” e assim por diante.

Dessa rica e atual fortuna crítica recebemos também as referências para compreender a configuração do “prestígio” como categoria de análise. Em poucas palavras, em determinadas configurações sociais, o prestígio é afirmado não quando a pessoa ostenta o que tem, mas quando ostenta que tem aquilo que nem todos têm."
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/resgatar-a-utopia-da-universidade-publica/
Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.


Cursinho Geral

Gilberto Alvarez